Project Olympus e imagens do Windows Server 2016 para ARM

A Microsoft anunciou nessa semana o Project Olympus, sua nova plataforma de servidores em nuvem baseada em ARM que pode finalmente romper a dominância da Intel no segmento, ainda mais com seu design open source. A ideia da criadora do Windows é reduzir os custos no segmento ao incentivar a competitividade e a flexibilidade dos servidores. Destacando que o Project Olympus não é só algo do momento, mas todo um novo caminho para futuras tecnologias de servidores da Microsoft, Jason Zander, o vice-presidente da divisão Azure da nuvem da empresa disse o seguinte:

Esse é o próximo passo lógico. É um compromisso significativo da Microsoft. Nós nem traríamos alguma coisa nova se não pensássemos que esse é um projeto comprometido e algo que faz parte de nosso roadmap.

O mercado de alta performance de servidores é dominado pela plataforma x86 e, por consequência, pela Intel, que deve ser até mais hegemônica nessa área do que no segmento doméstico. Segundo dados da própria empresa, ela domina 98% do hardware das empresas baseadas em nuvem. E, assim como acontece com computadores pessoais, a Intel não hesitava em aproveitar sua dominância para aumentar os preços. Agora, com outras gigantes se movendo para o mercado de servidores, como a Nvidia e a Qualcomm, além da AMD que já competia, mas segue se fortalecendo, a Microsoft viu a chance de finalmente se distanciar da Intel e ter opções mais acessíveis com o Project Olympus.

Windows Server 2016 para arquitetura ARM

A Microsoft apresentou durante o evento Open Project Compute Summit na Califórnia uma versão do Windows Server 2016 para arquitetura ARM e algumas imagens dele já apareceram na Web.

Esta versão do sistema operacional foi desenvolvida em parceria com a Qualcomm. Meses atrás as empresas fizeram uma demonstração do Windows 10 completo rodando em um dispositivo com o processador Qualcomm Snapdragon 820, que já é utilizado nos smartphones HP Elite x3 e Alcatel IDOL 4S.

Esta versão do Windows Server 2016 apresentada no evento roda em um servidor com o chip Qualcomm Centriq 2400. O chip utilizado na placa Centriq Open Compute Motherboard possui 48 núcleos e a placa pode ser utilizada em servidores 1U.

A Microsoft ainda não divulgou informações sobre a possível disponibilidade comercial do Windows Server para arquitetura ARM.

Confira abaixo as imagens do Windows Server 2016 para arquitetura ARM. Elas foram publicadas pelo usuário Chris Williams no Twitter.

Imagens do Windows Server 2016 para arquitetura ARM:

Imagens do Windows Server 2016 para arquitetura ARM

via Adrenaline e Baboo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *